Arrecadação com venda de imóveis em São Paulo cresce 6,4% em 2020

14 de maio de 2021 - Sem categoria

Comprador de imóvel em São Paulo pagou R$ 2,6 bilhões em taxas de ITBI em 2020.

 

Os consumidores que adquiriram imóveis na cidade de São Paulo em 2020 desembolsaram cerca de 3% do valor venal do bem com o Imposto de Transmissão de Bens Imóveis – ITBI. A taxa cobrada no momento de transferência do bem para o nome de outra pessoa.

De acordo com informações obtidas pelo Instituto de Pesquisas InfoResearch, por meio do portal da Transparência e a lei de Acesso à Informação, em 2020, a arrecadação da capital paulista com o ITBI, foi de R$ 2,6 bilhões, quase 10% a mais do que o esperado pelo município e cerca de 6,4% maior do que 2019. Dessa forma, com base no recolhimento, a estimativa é de cerca de R$ 86,7 bilhões em negócios imobiliários gerados no ano passado.

Arrecadação em alta em 2021

Já no primeiro trimestre de 2021 a arrecadação da Prefeitura Municipal de São Paulo com ITBI atingiu R$ 746 milhões, valor 35% maior do que em 2020, que foi de R$ 554 milhões. Com base na alíquota municipal, chegamos a algo em torno de R$ 24,8 bilhões em transmissão de bens e valor venal de imóveis na capital paulista.

Recuperação econômica

De acordo com o especialista em investimentos imobiliários e CEO da Sort Investimentos Renato Monteiro, o pagamento das guias de recolhimento é uma importante fonte de recursos municipais. Também considera os números um demonstrativo do aquecimento da economia, sendo o mercado imobiliário e a construção civil setores que contribuem para o desenvolvimento de forma mais acentuada

.