Crédito prefixado é a melhor opção para financiar? Entenda

20 de maio de 2021 - Informação

Nova modalidade de financiamento da Caixa Econômica Federal tem juros fixos de 8% a 9,75%
ao ano, sem correção. As condições são válidas para imóveis residenciais novos e usados, com
quota de financiamento de até 80%.

Com o objetivo de trazer mais segurança e previsibilidade ao cliente na hora do financiamento,
a Caixa Econômica Federal lançou recentemente no mercado uma nova modalidade de
financiamento imobiliário que oferta juros fixos e sem correção até o fim dos contratos. As
condições são válidas para imóveis residenciais novos e usados, com quota de financiamento
de até 80%.

As taxas de juros da nova linha vão de 8% a 9,75% ao ano. O cliente terá a opção de um
contrato de até 360 meses pelo sistema SAC (quando as parcelas caem ao longo do contrato)
ou 240 meses pelo sistema Price (parcelas iguais até o fim do contrato). Quem optar pelo
crédito está livre da inflação e IPCA e pode financiar até 80% de imóveis residenciais novos ou
usados. O valor mínimo de financiamento é R$ 50 mil.

Quem se beneficia?
Um dos principais benefícios do crédito prefixado é a segurança de que, mesmo que os juros
subam ou caiam, a taxa a ser paga será a mesma. Desta forma, o prefixado se torna uma
alternativa para quem busca financiar um imóvel a longo prazo e quer fugir das oscilações do
mercado. Além disso, a nova modalidade é uma oportunidade para que algumas pessoas
saiam do aluguel. Com o lançamento, o objetivo é trazer mais segurança e previsibilidade ao cliente, que saberá,
no momento da contratação, exatamente o valor que será pago ao final do período, que pode
ser de até 30 anos. Em outras palavras, o risco inflacionário fica com a Caixa, e não mais com o
comprador.

Nova linha terá R$ 10 bilhões
O vice-presidente de habitação da Caixa Econômica Federal, Jair Mahl, afirmou que, assim
como a linha de crédito imobiliário indexado ao IPCA, a modalidade lançada hoje, que é pré-
fixada, só será válida para novos contratos. A nova linha vai ter R$ 10 bilhões disponíveis.
Mahl destaca que a carteira de crédito da Caixa hoje é de R$ 460 bilhões. Ele lembrou que
foram reservados R$ 10 bilhões para operações de financiamento imobiliário indexados em
IPCA e já foram emprestados R$ 6,5 bilhões.